Wild Cost – Beleza, aventura e cultura na região natal de Mandela

28 12 2009

Post Especial por Juliana Ranzani

A costa leste da África do Sul reserva grandes experiências para os seus visitantes. A beleza de uma costa praticamente virgem, a geografia de praias e rios que estimula as atividades de aventura, passeios por vales bem próximos a natureza espetacularmente reservada e, por fim, o contato com a cultura tribal de um dos cantos da África são algumas das coisas que o aventureiro entrará em contato viajando pela Wild Cost.

Localizada à leste de Port Elizabeth cerca de 450 km e a 250 km à oeste de Durban, a região chamada Wild Cost – (Costa Selvagem), faz jus ao seu nome por ser uma das regiões menos exploradas pelo turismo de massa, tanto por estrangeiros como por próprios sul-africanos.

Vista de caminhadas na cidade de Coffee Bay

Os principais pontos desta aventura são: Cintsa, Bulungula, Coffee Bay e Port St Johns. O acesso pode ser feito por carro ou através do famoso e eficiente Bazbus (sistema de transporte entre backpackers do tipo hop on- hop off). Estas pequenas cidades não possuem muita infra-estrutura, sendo que em algumas delas até mesmo a energia elétrica é sinônimo de luxo, portanto não se esqueça de levar sua lanterna.

Embora de difícil acesso, a beleza natural do local vale o esforço do tempo de percurso e da precária infra-estrutura, com vistas encantadores, locais paradisíacos e natureza intocada.

Na cidade de Cintsa o visitante pode encontrar um lindo cenário de intersecção entre as águas da lagoa local e o mar abundante. Andar de caiaque na lagoa e, em seguida, mergulhar nas águas do mar é programa indispensável para quem passa por lá. Outro “must go” do lugar é um passeio a escola rural da cidade. As crianças recebem, uma vez por semana, os turistas e, como forma de agradecimento e receptividade, cantam músicas africanas que enchem a alma de qualquer um que passe por lá. Não se surpreenda se os menores não souberem se comunicar em inglês, pois a língua mãe daquela região é o Xhosa e, apenas mais tarde, na escola, as crianças aprendem o inglês.

Alunos da escola rural na cidade de Cintsa

Juliana entre as crianças da tribo Xhosa

Outro ponto importante da região é a cidade de Coffee Bay, lugar ideal para se caminhar entre as tribos rurais Xhosas, carneiros e de aproveitar o mar! Quando estiver por lá, não se esqueça de caminhar até o Hole in the Wall. Distante apenas 4km de Coffee Bay você verá um cenário paradisíaco onde, o desgaste do rochedo no meio do mar pelos fortes ventos e o contato da água, garante uma vista de tirar o fôlego de qualquer viajante.

Casas rurais em Coffee Bay

O visitante terá uma rica experiência quando entrar em contato com um estilo de vida muito diferente do ocidental, com pessoas morando em pequenas casas em formato redondo, vivendo em um sistema comunitário-solidário e respeitando as tradições milenares do seu povo.

A região também é famosa mundialmente por ser o berço do famoso estadista sul-africano Nelson Mandela. O ex-presidente sul-africano nasceu em uma tribo Xhosa (Mthatha) e, tal qual os outros integrantes de sua tribo, aprendeu ali o significada nas palavras amizade, solidariedade e respeito.

Juliana Ranzani

AGRADECIMENTO AFRICANIZE-SE
Valeu, Juliana! Ótimo post. Estive na Wild Cost somente uma vez e concordo inteiramente com você. Trata-se de uma das mais lindas e inexploradas regiões do país!

Já esteve na África do Sul? Envie também o seu post com fotos para publicarmos aqui no Africanize-se!

Cheers, ERIK SADAO

Anúncios

Ações

Informação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: